Desempenho de interino define técnico do Corinthians em 2017

622_b7b929b8-8a4f-3fa8-8146-dd00937e5850

Membros da alta cúpula da diretoria do Corinthians definiram dois nomes como os prioritários para assumir o comando da equipe em 2017.

Segundo informações exclusivas obtidas pelo Bastidoressccp, o presidente Roberto de Andrade, o ex-presidente Andrés Sanchez, o gerente de Futebol, Alessandro Mori, e o Diretor-adjunto de futebol, Eduardo Ferreira, definiram, após uma longa conversa, que Roger Machado e Eduardo Baptista são os únicos na disputa e tudo dependerá exclusivamente do desempenho do técnico interino Fabio Carille, que passou a comandar a equipe depois da saída de Cristóvão.

Entre os quatro representantes do clube, três preferem apostar em Eduardo Batista, que, inclusive, já foi contatado e aceitou assumir a equipe em janeiro de 2017. Entretanto, a cúpula tem ciência que possíveis maus resultados do interino aumentarão, e muito, a pressão interna e da própria torcida, o que tornaria impossível esperar a chegada de um novo treinador somente no ano que vem. Desse modo, Roger segue como válvula de escape, mas será contatado somente se Carille não conseguir manter a equipe, pelo menos, com um desempenho razoável até dezembro.

A preferência de Eduardo Baptista se dá pela carreira construída até agora, principalmente em sua passagem por dois times da Série A, Sport e pela Ponte Preta, onde conseguiu boas campanhas, mesmo com times limitados. Já Roger, apesar de ser um discípulo de Tite – o que poderia ajudar junto ao elenco – ainda é visto com desconfiança, já que somente trabalhou, antes do Grêmio, em equipes de divisões menores (Juventude e Novo Hamburgo). Para piorar, no Grêmio, após um começo promissor, oscilou demais e caiu em descrédito com os torcedores, mesmo sendo ídolo como jogador.

Entretanto, se Carille mantiver o mesmo desempenho que teve nas duas outras oportunidades em que assumiu, as chances de Roger tendem a aumentar. O treinador interino já comandou o Corinthians quatro vezes, sendo duas em 2010 (substituindo Adilson Batista e antes da contratação de Tite) e duas neste ano (após a saída de Tite para a seleção brasileira). Em 2010, o Corinthians perdeu para o Vasco da Gama por 2 a 0, no Rio de Janeiro, e empatou sem gols com o Guarani, em Campinas. Neste ano, perdeu para o Fluminense por 1 a 0, no Rio de Janeiro, e venceu o Botafogo por 3 a 1, na Arena de Itaquera. Todos os compromissos foram pelo Campeonato Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *